2022-12-02
 
Expresso
Partilhe esta capa com os seus amigos

Títulos da capa Expresso de 02-12-2022:

  • Preço das casas tira 76 mil pessoas de Lisboa e Porto: entre 2019 e 2021, as duas cidades viram sair quase 10% da sua população; muitos são jovens e mudaram-se para a periferia.
  • Só 7% das empresas sobem salários ao nível da inflação.
  • Cabaz de alimentos nunca esteve tão caro.
  • Líder do Pingo Doce alerta que muitos já não têm como comprar.
  • Reportagem em Bucareste: a Roménia vai ultrapassar Portugal, mas não é um país de sonho.
Receba grátis as capas dos Jornais e Revistas todos os dias.
ou
f Subscrever via Facebook g Subscrever via Google

Últimas Notícias de Expresso:

Notícias Expresso INEM diz que devolveu chamadas a homem que morreu à espera de assistência em Setúbal

Terça, 06 de Dezembro de 2022 - 23:33
"A vítima recebeu a assistência médica pré-hospitalar necessária, mas, infelizmente, não foi possível reverter a PCR sofrida, tendo sido verificado o óbito pela equipa médica da VMER", indica o INEM

Notícias Expresso Lituânia desmonta monumento soviético em Vilnius

Terça, 06 de Dezembro de 2022 - 23:02
"É um dia feliz, um momento feliz", afirmou o prefeito de Vilnius, Remigijus Simasius, à imprensa depois de visitar o local

Notícias Expresso Empresa de Donald Trump considerada culpada de fugir aos impostos durante mais de 15 anos

Terça, 06 de Dezembro de 2022 - 21:38
Donald Trump não foi pessoalmente implicado no caso. O esquema terá permitido à empresa do ramo imobiliário fugir aos impostos durante pelo menos uma década e meia

Notícias Expresso Cotação do Brent fecha abaixo dos 80 dólares pela primeira vez desde janeiro

Terça, 06 de Dezembro de 2022 - 21:20
Crude do Mar do Norte, de referência na Europa, concluiu a sessão no International Exchange Futures a cotar 3,33 dólares abaixo dos 82,71 dólares com que fechou as transações na segunda-feira

Notícias Expresso Comissão que investiga ataque ao Capitólio vai recomendar processos criminais

Terça, 06 de Dezembro de 2022 - 21:13
Comissão decidiu emitir pareceres recomendando acusações criminais, mas não revelou quem serão os alvos ou se o ex-Presidente Donald Trump estará entre eles